Carregando...

BLOG

banner publicacao banner publicacao

COMO CONCILIAR ECONOMIA E SEGURANÇA NUM PROJETO

    Sobre qualquer projeto arquitetônico há uma certeza: é um grande investimento. Tanto no sentido de posse, de garantia, como também financeiro.  

    E para uma casa sair do papel, para aquele projeto que pensamos em todos os detalhes, que cada traço se conecta de maneira harmônica com os ambientes e as estruturas, os gastos também são necessários. Assim que entregamos o projeto arquitetônico em suas mãos, com a indicação de engenheiros e profissionais qualificados para seguir, há o novo custo com o projeto estrutural. Ele compreende tamanhos de vigas, pilares e ferragens – que representa em torno de 10 a 15% do custo total dos materiais da obra, além de pequenos complementos para muros, vergas sobre portas e malhas para contrapisos.

Exemplo de projeto estrutural

  

 

    Essa fase é desenvolvida considerando inúmeros fatores e regras dentro das Normas Brasileiras (NBR) e que se interligam em cada ponto. O que acaba tornando inviável uma avaliação simplista sem cálculos e simulações para reavaliar um novo projeto – e o que consideraria mais gastos. Fora que o projeto já foi pensado com foco total em segurança.

    Acreditamos que é isso que você precisa ter em mente: segurança. Economizar sempre é bom. Mas também com a qualidade de vida não se brinca. Como trabalhamos para melhorar a vida das pessoas, precisamos seguir regras básicas de segurança para evitar problemas previsíveis e considerar a importância de um imóvel, não somente como um patrimônio, mas também como um lar responsável e seguro.
 

Compartilhe:
Comente:

VEJA TAMBÉM